PATOLOGIAS COLORRETAIS

- Prolapso Retal -

Prolapso retal é uma condição em que o reto se desprende de seus ligamentos, que o mantém fixado dentro do corpo, fazendo com que ele deslize para fora do corpo através do ânus. O prolapso retal afeta principalmente adultos, mas mulheres com 50 anos ou mais têm seis vezes mais chance que os homens de ter esta condição. Pode ser uma situação constrangedora e frequentemente tem um efeito negativo na qualidade de vida do paciente. Apesar de nem sempre necessário, o tratamento mais eficaz para o prolapso retal é a cirurgia.

 

CAUSAS

 

Enquanto vários fatores estão relacionados ao prolapso retal, não há uma causa específica. Estima-se que 30 a 67% dos pacientes tem constipação crônica e outros 15% tem diarreia. No passado, esta condição era relacionada a múltiplos partos vaginais. Porém, cerca de 35% dos pacientes com prolapso retal nunca gestaram e pode ocorrer em homens.

 

SINTOMAS

 

Uma questão comum é se hemorroidas e prolapso retal são a mesma coisa. Sangramento e prolapso através do ânus são sintomas semelhantes nas duas patologias, mas existe uma diferença importante. O prolapso retal envolve o segmento inteiro do reto localizado no interior no corpo, enquanto hemorroidas são apenas os vasos sanguíneos revestidos pela mucosa no canal anal. Prolapso retal pode levar a incontinência fecal (a incapacidade de controlar a saída de gás e fezes).

 

DIAGNÓSTICO

 

Durante a consulta médica, o Coloproctologista realizará uma história médica e um exame anorretal completo. Em alguns casos, o prolapso retal pode estar “escondido” ou interno, fazendo o diagnóstico ser mais difícil. Você pode ser solicitado a realizar uma força como se fosse evacuar para facilitar a identificação do prolapso.

Outros testes que auxiliam no diagnóstico são:

- Defecografia: realizado através de radiografias ou ressonância magnética, é um estudo realizado enquanto se evacua um contraste líquido introduzido através do ânus para avaliar o movimento do reto e dos músculos pélvicos;

- Manometria Anorretal: avalia a função dos músculos e reflexos da pelve, reto e ânus.

 

TRATAMENTO

 

Apesar da constipação e força excessiva ao evacuar serem um fator importante nesta condição, a correção desses fatores não melhora um prolapso retal existente. Existem várias maneiras para reparar cirurgicamente um prolapso retal. Seu Coloproctologista definirá qual a cirurgia a ser realizada dependendo da idade, condições clínicas e características do prolapso. Opções incluem remover uma parte do intestino ou tracionar o reto de volta para dentro do corpo, fixando-o internamente.

 

PROGNÓSTICO PÓS TRATAMENTO

 

Para a grande maioria dos pacientes, cirurgia alivia ou melhora os sintomas. O prolapso ou algumas outras condições podem ter enfraquecido os músculos do ânus. Entretanto, estes músculos têm um potencial de recuperar a força depois que o prolapso é corrigido.

Fatores que influenciam o pós-operatório:

- A condição dos músculos do esfíncter anal antes da cirurgia;

- Se o prolapso é interno ou externo;

- Condição clínica geral do paciente.

Pode levar até 1 ano para determinar o impacto que a cirurgia vai causar na função do intestino e do ânus. Constipação crônica e esforço excessivo após a cirurgia devem ser evitados.