PATOLOGIAS COLORRETAIS

- Hemorroidas -

Hemorroidas são os vasos sanguíneos presentes, em todas as pessoas, no canal anal e parte inferior do reto. Em algumas pessoas, eles podem aumentar de tamanho, apresentar prolapso, causar desconforto e sangramento. Quando isto acontece, chamamos de Doença Hemorroidária. Existem dois tipos de hemorroidas, as internas e as externas, dependendo da localização.

As hemorroidas externas encontram-se na parte externa contornando a margem anal, são cobertas por pele e inervação sensitiva. Normalmente não causam dor a não ser que um coágulo sanguíneo (trombose) se forma.

Trombose hemorroidária externa é um coágulo sanguíneo que se forma nas hemorroidas externas, ao redor do ânus. Se o coágulo é grande, pode causar dor importante. Um volume anal doloroso pode aparecer de repente e piorar nas primeiras 48 horas. A dor normalmente alivia com o passar dos dias. Pode-se notar sangramento se a pele se rompe, drenando o coágulo formado.

As hemorroidas internas encontram-se na parte interna do canal anal e parte final do reto, cobertas por mucosa. Os sintomas mais comuns são a protrusão e o sangramento, normalmente sem dor, durante a evacuação. Entretanto, uma hemorroida interna pode causar dor importante se ela encontra-se totalmente prolapsada. Isto significa que ela deslizou para fora do ânus e não consegue retornar para dentro.

 

FATOS E ESTATÍSTICAS

 

- Doença Hemorroidária é uma das doenças mais conhecidas pela população;

- Milhões de pessoas sofrem com doença hemorroidária;

- Na média, uma pessoa sofre de doença hemorroidária durante anos antes de procurar ajuda médica;

- Avanços no tratamento de doença hemorroidária permitem um tratamento com menos dor, dependendo do tipo de hemorroida que está doente.

 

CAUSAS

 

A causa exata da doença hemorroidária é desconhecida. Muita pressão é colocada sobre as veias da região retal e anal devido a posição ereta do ser humano, o que pode potencialmente causar ingurgitamento desses vasos sanguíneos. Outros fatores contribuintes incluem:

- Idade;

- Constipação ou diarreia crônica;

- Gestação;

- Hereditariedade;

- Esforço excessivo durante a evacuação;

- Longa permanência no vaso sanitário durante a evacuação.

 

SINTOMAS

 

Qualquer dos seguintes podem ser sinais de doença hemorroidária:

- Sangramento durante evacuação;

- Protrusão durante evacuação;

- Coceira na região anal;

- Dor na região anal.

 

TRATAMENTO NÃO CIRÚRGICO

 

É muito importante que os sintomas sejam avaliados por um Coloproctologista antes de iniciar um tratamento por conta própria. O médico realizará um exame completo e recomendará um tratamento. Sintomas leves podem ser manejados frequentemente sem cirurgia. Com um tratamento não cirúrgico, dor e inchaço normalmente diminuem dentro de 2 a 7 dias. Um volume anal maior e mais endurecido pode levar de 4 a 6 semanas para resolver.

Tratamentos incluem:

- Uma dieta rica em fibras;

- Evitar grandes esforços;

- Boa ingesta hídrica;

- Banho de assento com água morna, 15 a 20 minutos, algumas vezes ao dia.

 

TRATAMENTO CIRÚRGICO

 

Se a dor de uma hemorroida externa trombosada for muito intensa, seu médico pode optar por remover a hemorroida ou o trombo com uma pequena incisão. Esse procedimento pode ser realizado no consultório ou no hospital até mesmo com anestesia local.

Ligadura Elástica: tratamento para hemorroidas internas que apresentam prolapso ou sangramento. Um pequeno anel de borracha é colocado sobre a hemorroida para interromper o fluxo sanguíneo. A hemorroida e a borracha caem dentro de alguns dias. A ferida normalmente cicatriza dentro de 1 a 2 semanas. Um leve desconforto e sangramento pode ocorrer. Algumas vezes este tratamento precisa ser feito novamente para tratar sintomas recorrentes.

Hemorroidectomia: este é o método cirúrgico mais completo que remove todo o excesso de tecido que causa o prolapso e sangramento. É realizado no bloco cirúrgico sob anestesia. Dependendo do caso, hospitalização e um período de repouso é recomendado. Ao contrário da crença popular, procedimentos a laser não oferecem benefício comparado com o procedimento padrão.

 

DOENÇA HEMORROIDÁRIA LEVA AO CÂNCER COLORRETAL?

 

Doença Hemorroidária não aumenta o risco e não é causa do câncer colorretal. Mesmo quando uma hemorroida cicatrizou completamente, o Coloproctologista pode solicitar exames complementares, como a colonoscopia, para descartar outras causas de sangramento evacuatório. Toda a pessoa com 45 anos ou mais deveria se submeter a uma colonoscopia para o rastreamento do câncer colorretal.