PATOLOGIAS COLORRETAIS

- Colostomia -

Um estoma é uma abertura entre o intestino e a parede abdominal criada cirurgicamente. Os tipos mais comuns de estoma comunicam o intestino delgado e a parede abdominal (ileostomia e jejunostomia) ou o intestino grosso e a parede abdominal (colostomia). Os estomas podem ser temporários ou definitivos.

 

RAZÕES PARA UMA COLOSTOMIA

 

- Câncer;

- Trauma;

- Doença Inflamatória Intestinal;

- Obstrução Intestinal;

- Infecção;

- Incontinência Fecal;

- Doença Diverticular.

 

BOLSA DE COLOSTOMIA

 

Depois que a colostomia é criada, os gases e as fezes sairão através da parede abdominal. A bolsa de colostomia consiste em um material contendo um adesivo e um saco coletor. O saco coletor irá receber os gases e as fezes. O saco coletor é esvaziado e higienizado ou trocado sempre que necessário. A bolsa de colostomia é segura, inodora e acidentes são pouco frequentes.

 

LOCAL DA COLOSTOMIA

 

Antes da cirurgia, seu cirurgião examinará seu abdome para definir o melhor lugar da colostomia, que é melhor localizada em uma porção plana da região anterior do abdome onde é de fácil visibilidade e manipulação. A colostomia normalmente é localizada no lado esquerdo do abdome enquanto a ileostomia normalmente é localizada no lado direito.

 

CUIDADOS PÓS-OPERATÓRIOS

 

O paciente é ensinado a manipular e a realizar os cuidados de higienização e troca de bolsa de colostomia por uma Equipe de Enfermagem durante a internação.

A frequência e o volume das evacuações variam por pessoa. As evacuações dependem de quantas vezes se ia no banheiro antes da cirurgia, do tipo de estoma criado, do tipo de cirurgia realizada e dos hábitos alimentares.

 

RESTRIÇÕES ALIMENTARES

 

Dependendo do tipo de estoma criado, é necessário modificar a dieta para controlar o número e a consistência das evacuações. O paciente aprende a monitorar o efeito que a dieta faz no funcionamento do estoma. Depois de um tempo, muitos pacientes são capazes de reintroduzir todos os tipos de alimentos na dieta. Mastigar bem os alimentos, beber bastante líquido e evitar alguns tipos de alimentos com bastante fibra, como folhas, pode ajudar na maneira como o estoma funciona. Depois de se recuperar da cirurgia, a maioria dos pacientes não necessita de restrições alimentares.

 

RESTRIÇÕES FÍSICAS

 

Todas as atividades, incluindo as atividades físicas, podem ser retomadas após a recuperação completa da cirurgia. Pessoas com vida pública e até mesmo atletas profissionais possuem estoma que não os impede de realizar as suas atividades.

A maioria dos pacientes com estoma é capaz de retomar a sua atividade sexual. Alguns pacientes se preocupam que os seus parceiros sexuais não sentirão mais atração devido à bolsa de colostomia. Esta mudança da imagem corporal pode ser superada. Um relacionamento forte, o tempo, paciência e grupos de apoio ajudam a resolver estes problemas.

 

AS PESSOAS SABERÃO QUE EU TENHO COLOSTOMIA?

 

A não ser que você conte para alguém, as pessoas não saberão que você tem uma colostomia. Uma colostomia é facilmente escondida pela roupa. Você provavelmente já se encontrou ou conversou com alguém que tinha uma colostomia e não percebeu.

 

PROGNÓSTICO DO ESTOMA

 

Um estoma pode ter complicações. No início pode ser complicado de se ajustar com o funcionamento, higiene e troca das bolsas de colostomia. Durante este período, acidentes e vazamentos podem acontecer. Uma vez que o paciente se adapta com o estoma, pequenos problemas, como irritação da pele, são resolvidos facilmente. Mudanças maiores, como emagrecimento ou aumento de peso, podem modificar o modo como o estoma e o saco coletor se adaptam ao corpo. Algumas pessoas desenvolvem hérnia (enfraquecimento da parede abdominal ao redor do estoma) ou prolapso (uma protrusão do intestino através do estoma). Estes problemas requerem cirurgia apenas se causam sintomas importantes.

Viver com um estoma requer um período de aprendizagem e de ajustes. O seu cirurgião e a enfermeira especializada providenciarão suporte e assistência necessários. Com o passar do tempo, os pacientes descobrem meios de viver uma vida bastante ativa com o estoma.